top of page

Group

Public·68 members

Enterrada Viva



Uma mulher de 36 anos foi enterrada viva em um cemitério municipal da cidade de Visconde do Rio Branco, na Zona da Mata de Minas Gerais, na última terça-feira, 28. Coveiros acionaram a Polícia Militar após perceberem marcas de sangue próximas de um sepulcro vertical fechado com tijolo e cimento fresco.




Enterrada viva



A mulher pedia socorro e foi retirada do cubículo fechado pelos policiais. Segundo relato da mulher à PM, ela foi enterrada viva em função do extravio de drogas e armas que estavam com ela. A Polícia Civil também confirmou a motivação, ao apontar desacerto referente a uma arma de fogo.


Ao saber do extravio, a dupla foi até a casa da mulher e começou a agredi-la. O companheiro da vítima, que também estava na residência, conseguiu escapar. A mulher, no entanto, foi enterrada viva após ser espancada por dois homens encapuzados.


Uma mulher de 36 anos foi resgatada do cemitério de Visconde de Rio Branco, no Brasil, após ter sido encontrada ainda com vida dentro de um túmulo na terça-feira, 28 de março. De acordo com as autoridades, a vítima foi salva por militares, chamados pelos coveiros ,que estranharam a parede de cimento fresco e com vestígios de sangue. A mulher terá sido enterrada viva por vingança, devido a um ajuste de contas.


A mulher, de identidade anónima, terá permanecido dentro do túmulo durante mais de 10 horas, revela o G1. Os coveiros estavam perto do local, quando se aperceberam que existia sangue na estrutura recém selada com cimento onde estaria a mulher, e decidiram contactar as autoridades. Quando se aproximaram, os polícias ouviram um pedido de socorro num tom já debilitado, e partiram a entrada da urna, retirando a mulher. Ao chegarem até ela, deram-se conta de que a vítima, ainda viva, apresentava vários ferimentos pelo corpo e um corte na cabeça.


A mulher foi retirada do cubículo fechado pelos policiais. Em depoimento à PM, ela disse que foi enterrada viva por vingança, porque extraviou drogas e armas de dois homens. Outra questão foi um desacerto referente a uma arma de fogo.


Ao saber que a mulher havia extraviado os entorpecentes que eles deixaram com ela, os homens teriam ido até a casa da mulher e começado a agredi-la. O companheiro da vítima, que também estava na residência, conseguiu escapar. Já a mulher acabou enterrada viva após ser espancada.


Una mujer de 36 años fue hallada viva dentro del interior de un nicho en un cementerio de Brasil luego de que los trabajadores funerarios escucharan sus gritos. De acuerdo a la investigación, se trataría de un caso de crimen organizado.


Horror y milagro conmocionó a Washington, Estados Unidos. Young Sook An, de 42 años, fue apuñalada por su marido que luego le puso cinta adhesiva en la boca y fue a enterrarla viva en una tumba poco profunda en medio de un bosque. Sin embargo, la mujer logró llamar a la policía con su reloj inteligente y pudo salvar su vida.


Según informó la cadena Fox News, la mujer fue amordazada y enterrada viva por su marido Chae An, de 53 años. La operadora que atendió la llamada no escuchaba bien a Young An, pero decidió conservar la llamada, luego de escuchar sollozos y balbuceos.


Uma mulher foi resgatada após ter sido enterrada viva dentro de um túmulo no Cemitério Municipal de Visconde do Rio Branco, a 267 km de Belo Horizonte. O local onde ela foi enterrada faz parte de um conjunto de sepulturas interditadas.


Como ya informábamos, estos días se está celebrando el juicio en el juzgado de West Yorkshire en Reino Unido contra Marcin Kasprzak, el hombre que enterró viva a su novia, Michelina Lewandowska, que consiguió escapar milagrosamente de una muerte segura. La joven utilizó el anillo de compromiso que su enterrador le había regalado, y rasgó las cintas que rodeaban su muñeca. 041b061a72


About

Welcome to the group! You can connect with other members, ge...
bottom of page